26.5 C
Brasília

Sgt Giovanni deixa o Prevenindo com Arte do 4º BPM

Data:

Compartilhe:

Policial Militar há 30 anos, sendo 29 de PM e 1 ano de Marinha, o sargento Giovanni Kleber Almeida de Sousa, fez a diferença nos últimos 4 anos à frente do projeto Prevenindo com Arte, realizado dentro das dependências do 4º BPM, localizado na Avenida Contorno do Guará II , próximo ao Chalé do Traíra, e que atende moradores da Estrutural e do Guará, de várias faixas etárias, a partir dos 5 anos de idade. Com o projeto parado desde o início da pandemia da Covid-19, em março de 2020, perdemos a oportunidade de conviver com o sargento nos seus últimos meses de PMDF, com a chegada da época de ir para a reserva remunerada, ou seja sua aposentadoria, publicada no DODF do dia 4 de setembro.

Giovanni foi convidado pelo Tempo de Plantar para ensinar aos alunos do projeto a educação ambiental para o futuro da qualidade de vida do Guará

O Prevenindo com Arte chegou a ter 2000 mil alunos ao longo do ano, com frequência nos turnos matutino, vespertino e noturno. Ou seja, esporte, lazer e cidadania em tempo real e diariamente. Formou centenas de crianças nas equipes de futebol de campo e interagiu com as famílias, cujos pais podiam praticar uma modalidade esportiva enquanto seus filhos estavam, também, nos esportes oferecidos às crianças. O lanche coletivo, onde cada um levava uma merenda, também fazia parte da interação com a comunidade.

As mulheres também foram contempladas na prática de modalidades no 4º BPM

Para que tudo acontecesse seria necessário uma pessoa que se dedicasse com amor e vontade de evoluir na relação Polícia Militar e comunidade, no caso do Guará e Estrutural foi o sargento Giovanni quem capitaneou a mudança, sempre contando com os policiais que abraçaram a causa e alguns professores da comunidade que se disponibilizaram a dar aulas gratuitas para os moradores.

Com seus pequenos, sua maior paixão, sempre orientando e ensinando para o caminho do bem e da retidão, entre eles o meu neto David Roberto
Durante a pandemia do Covid-19, Giovanni não parou. Foi correr atrás de doações para alimentar seus pequenos que estavam em casa sem poder frequentar o projeto e a escola, locais onde poderiam se alimentar.

As fotos são muitas e as lembranças também. O Blog da Zuleika perguntou ao sargento qual é o sentimento de ir para a reserva: “sensação de dever cumprido”. Fica para nós o exemplo de um policial militar que tem a convicção de que a segurança se faz Prevenindo com Arte.

Acreditamos que seu filho, policial militar na ativa, vai seguir e trilhar os caminhos do pai. A nossa gratidão será eterna.

zuleika

Quem é Zuleika Lopes

1

━ Relacionadas

Mulher tem celular furtado no mercado Canteiros do Guará II e entra em desespero

Nos tempos atuais, o aparelho celular se tornou uma ferramenta essencial de trabalho e , todos nós, dependemos dele para realizar inúmeras atividades. Praticamente...

Seletiva para futebol americano no Guará neste sábado

Com o apoio da @adm.guara, a @brasiliawizards realiza neste sábado (2/3) o recrutamento para novos atletas do time de #futebolamericano da nossa cidade. Jovens...

Festival leva para Taguatinga programação internacional com teatro de bonecos e música

6º Bonecos de Todo Mundo ocupará o Teatro Sesi Yara Amaral e o Taguaparque, com entrada franca. Atividades também contemplarão escolas públicas A sexta edição...

Castra móvel estaciona na Estrutural e vai operar mais de mil animais

Serão realizadas 1,5 mil castrações gratuitas de cães e gatos na região. Os agendamentos serão realizados nos dias 01 e 02 de março O projeto...

Crime no Guará: segurança de bar é indiciado pelo Ministério Público por homicídio duplamente qualificado

Após a conclusão do inquérito policial instaurado na 4ª Delegacia de Polícia do Guará, que apurou as circunstâncias da morte do jovem Luiz...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

error: Conteúdo protegido