21.5 C
Brasília

No Guara, voluntários se unem para matar a fome em tempos de pandemia

Data:

Compartilhe:

Nem só de bebedeiras e orgias vivem os moradores do Distrito Federal em tempo de pandemia de covid-19. No Guará, as noite tem sido utilizadas para fazer o bem a quem nada tem. Um prato de comida, para você leitor pode ser ofertado a qualquer momento. Mas, nas ruas da cidade a fome ronca nos estômagos dos sem abrigos. Com o lockdown há 15 dias no DF, a fome se torna mais desesperadora, pois nos lixos não se encontram mais restos de lanches e refrigerantes ou sucos. Existe a fome que corrói e desespera. Restaurantes e lanchonetes, que antes distribuíam os restos de alimentos processados, hoje estão com estoques limitados e vendas cada vez mais escassas.

Refeição feita com muito amor pelos voluntários

Com o intuito de levar um pouco de alimentação e de esperança aos moradores de rua, um grupo de guaraenses se uniu e faz da noite um horário para cozinhar e distribuir alimentos quentinhos. Sabemos que em tempos de Covid-19, a alimentação servida aquecida é essencial para diminuir a possibilidade de contágio. Chuva e frio não são boas companheiras dos moradores de rua. O Fome não é Fake já é real.

Para quem sempre questiona qual o papel que a Horta Comunitária do Guará, localizada na QE38, desempenha junto à comunidade, ela ajuda nas doações ao Fome Não é Fake

E assim, aos poucos como as histórias que vemos nos programas de tv, os voluntários vão se achegando e desenvolvendo uma história conjunta de solidariedade. A Marília Veloso, fotógrafa, teve a ideia e chamou a Tania da Caiac, o Dionizio e o Antonio, que logo se entusiasmaram. Foi se achegando a Simone Vaz e seu marido Marcelus do Lions Club. Da visão à prática da ação foi bem rápido e tudo se tornou uma maneira de ajuda ao próximo.

Voluntários na cozinha da Prefeitura Comunitária do GuaráPark, onde são processados os alimentos
Marília, uniu a todos num projeto que estava já no coração de muitos guaraenses: fazer algo para o próximo na pandemia

As doações já estão sendo feitas constantemente para o grupo e, queremos sempre mais para diversificar a alimentação servida. A refeição quentinha está sendo distribuída no Setor Comercial Sul. Os depoimentos de quem recebe ajuda são bem impactantes. Para fazer doações ou ajudar na cozinha o telefone de contato é o da Marília no 61-983145878.

Conheça os parceiros do projeto da iniciativa privada:

zuleika

Quem é Zuleika Lopes

1

━ Relacionadas

BRB Mobilidade orienta sobre procedimentos para o Passe Livre Estudantil

A relação com os dados dos estudantes regularmente matriculados deve ser repassada mensalmente ao BRB Mobilidade pelas instituições de ensino para a manutenção do...

Policiais da 8ª DP da Estrutural prendem homem que enganou família para abusar de menina com 4 anos

Na última sexta-feira (16/02/24), policiais da 8ª DP prenderam em flagrante umhomem de 45 anos pelo crime de estupro de vulnerável, tendo como vítima...

Zoo Experiência oferece mais 120 vagas para 6 e 7 de março

Participantes devem fazer a inscrição pelo formulário e escolher roteiro da visita O Zoológico de Brasília abriu120 vagas para o Projeto Zoo Experiência. Esta iniciativa,...

Iniciativa que reúne advogadas pretas premiará as melhores profissionais de 2023

No Best Sisters In Law 115 finalistas concorrem a 18 prêmios, divididos por categorias O maior grupo de advogadas pretas do Brasil vai premiar as...

Segurança que matou cliente na porta de bar do Guará II é preso

Marciel de Sousa Barros estava foragido desde a terça-feira passada (13/2), dia do assassinato. Ele foi detido depois de se apresentar na delegacia Marciel de...

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

error: Conteúdo protegido