21.5 C
Brasília

Benefícios sociais: DPU vai à Justiça contra suspensão de pagamentos por falta de atualização cadastral

Data:

Compartilhe:

Prazo para beneficiários atualizarem dados no CadÚnico terminou dia 11

A Defensoria Pública da União (DPU), por meio da Defensoria Regional de Direitos Humanos no Rio de Janeiro (RJ) e em Mato Grosso (MT), ajuizou Ação Civil Pública (ACP), com pedido de urgência, solicitando que a União apresente plano estrutural que leve em conta as dificuldades do Sistema Único de Assistência Social (Suas) para realizar a atualização do Cadastro Único (CadÚnico).  A DPU pede, também, que o prazo de atualização no CadÚnico, que terminou dia (11/11), seja prorrogado por mais três meses e que a União seja impedida de cancelar os benefícios assistenciais das pessoas que não estiverem com os dados atualizados. A ACP foi protocolada na sexta-feira (11) na Justiça Federal do Rio de Janeiro. Caso a tutela de urgência seja concedida, a decisão terá efeito em todo o território nacional.  Para a instituição, as providências da atualização cadastral não podem ficar a cargo somente da população. “Cabe aos gestores do Suas, por meio de toda rede socioassistencial, promover campanhas e medidas de busca ativa junto às comunidades locais, visando a alcançar toda população anteriormente cadastrada”, destacam os defensores. Além disso, segundo os defensores públicos federais Thales Arcoverde Treiger e Renan Sotto Mayor, responsáveis pela ação, o tempo de 30 dias determinado pelo governo federal não é suficiente para a atualização cadastral de milhões de pessoas. Os defensores apontam a exclusão digital, a insuficiência de divulgação à população afetada e a falta de medidas de busca ativa pelo Suas como razões para a prorrogação do prazo.  “Impor a uma população já tão sofrida e marcada pela miséria e pobreza o ônus de realizar sua atualização cadastral em prazo tão exíguo fatalmente culminará na exclusão de milhões de pessoas que não tiveram meios ou oportunidade de realizar a atualização, intensificando ainda mais o sofrimento e pobreza”, afirmam.

Leia na íntegra a ação civil pública.

*Com informações da DPU

zuleika

Quem é Zuleika Lopes

1

━ Relacionadas

Festival leva para Taguatinga programação internacional com teatro de bonecos e música

6º Bonecos de Todo Mundo ocupará o Teatro Sesi Yara Amaral e o Taguaparque, com entrada franca. Atividades também contemplarão escolas públicas A sexta edição...

Castra móvel estaciona na Estrutural e vai operar mais de mil animais

Serão realizadas 1,5 mil castrações gratuitas de cães e gatos na região. Os agendamentos serão realizados nos dias 01 e 02 de março O projeto...

Crime no Guará: segurança de bar é indiciado pelo Ministério Público por homicídio duplamente qualificado

Após a conclusão do inquérito policial instaurado na 4ª Delegacia de Polícia do Guará, que apurou as circunstâncias da morte do jovem Luiz...

Skate Sound System reúne Cultura Urbana, Esporte e Inclusão Social no Paranoá

Neste domingo, dia 03 de março, o Paranoá- DF, será palco da 8ª edição do Skate Sound System, um evento que reúne cultura urbana,...

Inscrições abertas para médico no IgesDF até 03 de março

Profissionais de Clínica Médica têm a oportunidade de ingressar no Instituto O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IgesDF) está com inscrições...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

error: Conteúdo protegido