Feminicídio, como evitar mortes anunciadas

0
1461

POR MAYARA FRANCO

Temos acompanhado as notícias e o aumento abruptamente de casos de feminicídio.Mas será que você sabe da verdadeira importância sobre a conscientização desse problema e de fato o que é? Só ontem no DF foram registrados 3 casos em menos de 13h e a cada dia os índices só aumentam. 
O feminicídio é o crime de assassinato cometido exclusivamente contra mulheres e só pelo fato de serem mulheres. É o marido que matou por ciúme. É o desconhecido do outro lado da rua que matou simplesmente porque  ela usava uma saia curta demais e não era digna de respeito. É o não que aquele coleguinha leva e não aceita. É o ataque à nos mulheres simplesmente pelo fato de sermos e termos nascido mulheres.
O feminicídio ataca diretamente nos mulheres, mas afeta a sociedade inteira. São mulheres que  precisam de assistência médica (caso consigam sobreviver). São mulheres em situação de risco que precisam de ajuda. 
Tudo começa com uma piadinha aparentemente inofensiva, depois vira um comentário desagradável. Pensamento ofensivo, acompanhado de um comportamento opressor. Logo em seguida começam os xingamentos seguidos de uma pressão psicológica. Até consumar a agressão física, verbal, moral e mental. Geralmente após a agressão o agressor pede desculpas e promete mudança,  porém  essas agressões físicas se tornam frequentes e por fim infelizmente o feminicídio. 
Então MULHER, se você sofre de violência doméstica não se cale e DENUNCIE!!Peça ajuda, grite por socorro pois sua vida está em risco. 
Para os leitores masculinos fica o recadinho de conscientização também.
É muito bonito ser um bom homem nas redes sociais, exemplo de homem para os amigos do trabalho, conduta impecável perante os parentes e para quem está do lado de fora. Mas se você não é um bom homem para a sua mulher que convive e dorme ao seu lado você falhou na missão e não vale mais a pena insistir. Denuncie: 
Pelo número 180. As ligações são gratuitas e o serviço funciona 24 horas. Na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), localizada na 204/205 Sul, ou pelo disque-denúncia da Polícia Civil, no número 197.

Mayara Franco
Instagram:@maesefilhasbrasiliaFacebook: https://www.facebook.com/groups/maesefilhasdoguaraeregiao/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui