20.5 C
Brasília

‘Pedal Cidadão’ recicla bicicletas e promove autonomia

Data:

Compartilhe:

Bicicletas usadas, velhas ou até sem algumas partes são valorizadas no Centro Pop de Taguatinga, unidade da Secretaria de Assistência Social (Sedes) que atende pessoas em situação de rua. Ali, quem busca ajuda pode integrar o projeto Pedal Cidadão, criado para transformar o que muitas vezes já era sucata em um verdadeiro meio de transporte para melhorar a vida.

“Quem está em situação de rua e ganha uma bicicleta pode ir distribuir currículos, ir para uma seleção ou até ter um momento de lazer”, explica o agente social Wendel Viana, servidor público idealizador do projeto Pedal Cidadão. Criada em 2017, a iniciativa também ajuda na formação profissional, já que a capacitação forma mecânicos de bicicletas.

“A gente pode sair daqui trabalhando”, relata Elias José Raimundo, de 46 anos. O pintor de automóveis chegou de São Paulo há cerca de dois anos e acabou em situação de vulnerabilidade durante a pandemia. Agora, está abrigado na unidade de acolhimento montada no estádio Abadião, em Ceilândia, e diariamente vai até o Centro Pop de Taguatinga para ajudar na manutenção das bicicletas.

Rogério Alves encontrou uma nova chance profissional: “Eu estou aprendendo a consertar bicicletas e vou poder fazer isso” | Foto: Humberto Leite/Sedes

Para superar esse número, o projeto Pedal Cidadão conta com doações. Além das bicicletas usadas, também há demanda por pneus, câmaras de ar, tinta e componentes como freios e bancos. Para doar, basta entrar em contato com as equipes da Sedes, pelos telefones 3773-7556 ou 98379-1376.

Reaproveitamento

É um serviço detalhado. Os alunos desmontam as bicicletas antigas, limpam e selecionam as peças que podem ser aproveitadas. Quase sempre, duas ou três bicicletas sucateadas são transformadas em uma nova, pronta para uso. Também é feita a lubrificação de todos os componentes e , depois, concluída a pintura.

Para o baiano Rogério Alves, de 43 anos e experiência de trabalho como servente de obra e auxiliar de serviços gerais, a melhor parte da rotina é poder ter uma nova chance profissional. “Eu estou aprendendo a consertar bicicletas e vou poder fazer isso”, conta, otimista.

O trabalho segue em ritmo acelerado. O objetivo é, em 19 de agosto – Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua – entregar bicicletas para cidadãos atendidos pelo Centro Pop. Caso a situação da pandemia permita, será realizado também um passeio ciclístico por Taguatinga, como ocorreu em 2017, 2018 e 2019, anos em que 60 bicicletas foram doadas.

*Com informações da Sedes

publicidade
zuleika

Quem é Zuleika Lopes

1

━ Relacionadas

GDF atualiza cálculo e barateia cobrança do preço público em ocupação de puxadinhos

Novo cálculo para todo o DF é o mesmo para o Plano Piloto e torna mais barato o valor a ser pago O GDF atualizou...

Ceilândia celebra o forró Pé de Serra na Casa do Cantador

A cultura nordestina atrai forrozeiros de todas as idades com uma experiência imersiva no ritmo, patrimônio cultural do Brasil Neste sábado, 13 de julho, o...

Carreta da Inclusão sai do Guará direto para o Recanto das Emas para atender pessoas com deficiência

Guará foi escolhido como ponto de partida do projeto, cujo objetivo é facilitar o acesso dessa população a políticas públicas do GDF Pessoas com deficiência...

Projeto de Lei quer “blindar” educação básica pública contra privatização

Texto também alerta sobre os riscos do aprofundamento das desigualdades de ensino e da ameaça à transparência no uso dos recursos públicos na educação O...

Policial penal da Papuda vai preso por integrar célula criminosa dentro da prisão

A Polícia Civil do Distrito Federal, por meio da Delegacia de Repressão ao CrimeOrganizado (DRACO), vinculada ao Departamento de Combate à Corrupção e ao...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

error: Conteúdo protegido