16.5 C
Brasília

Fake zap prendeu golpista que clonou WhatsApp de mulher

Data:

Compartilhe:

Policiais da 35aDP deflagraram a operação Fake Zap e prenderam, hoje 12/02, pela manhã, um homem de 25 anos, morador da Fercal, e que era investigado pelos crimes de estelionato e coação no curso do processo.

A investigação teve início em janeiro, após a vítima, uma mulher de 39 anos, ter registrado uma ocorrência policial informando que uma pessoa desconhecia teria utilizado sua foto e criado um perfil falso de WhatsApp em seu nome e teria solicitado dinheiro emprestado em seu nome.

Fora constatado que quatro conhecidos da vítima realizaram os depósitos das quantias solicitadas nas contas indicadas pelo golpista.

Os titulares das contas beneficiadas foram identificados, tratando-se do irmão e de um conhecido do autor dos fatos. Segundo eles relataram, o autor teria pedido para eles lhe emprestarem suas contas para receber pagamentos de serviços de pintura que ele supostamente teria realizado.

Fora apurado que o crime praticado pelo autor teve como motivação a vingança, pois ele acreditava que o patrão do depósito de gás em que trabalhava, um homem de 42 anos, era o mandante de um roubo que tinha sido vítima.

Assim, decidiu clonar o WhatsApp da esposa de seu ex patrão e pedir dinheiro para seus conhecidos.

Após o roubo que foi vítima, ocorrido em setembro do ano passado, o autor deixou o emprego.

Logo depois, através de um telefone desconhecido, a esposa da vítima passou a receber mensagens contendo ameaças.

Apurou-se ainda que o número telefônico utilizado para realizar tais ameaças foi o mesmo utilizado pelo autor para clonar o WhatsApp da vítima.

Não satisfeito com os golpes perpetrados, o autor, após tomar conhecimento de que estava sendo investigado, mandou mensagens para seu ex-patrão, o ameaçando de morte.

Com os golpes praticados, o autor conseguiu auferir a quantia de R$ 2.600,00 (dois mil e seiscentos reais).

Preso preventivamente, o autor foi indiciado pelos crimes de estelionato e coação no curso do processo.

Por cada golpe praticado, está sujeito a pena de 1 a 5 anos de prisão.

Pelo crime de coação no curso do processo praticado contra seu ex-patrão, ele pode pegar de 1 a 4 anos de prisão.

*Com informações da 35ª DP

publicidade
zuleika

Quem é Zuleika Lopes

1

━ Relacionadas

Detran-DF realizará leilão de veículos nos dias 29, 30 e 31

Serão 873 veículos, sendo 388 destinados à circulação e 485 classificados como sucata O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) promoverá nos dias 29,...

Experiência HackaCity Guará 2024 com atividades para impulsionar o futuro da tecnologia na Escola Técnica

Prepare-se para uma experiência única e transformadora nos dias 20 e 21 de julho, a partir das 9h, no Guará. O evento HackaCity promete...

Pré-venda: Tíquetes do McDia Feliz de 2024 estão disponíveis

Chega mais uma edição do McDia Feliz com novidades de souvenirs de pelúcia abraçadinhos  Mais um ano da Campanha McDia Feliz, esta é a 36º...

Metrô-DF suspende operação em Ceilândia para troca de trilhos no próximo domingo (21)

A substituição é necessária devido ao desgaste natural que ocorre com o tempo, em virtude do contato entre as rodas do trem e o...

Taguatinga será palco da final do XXIV Circuito de Quadrilhas Juninas do Distrito Federal e Entorno

Última etapa define representante do DF no Concurso Nacional de Quadrilhas no Estádio Serejão A cidade de Taguatinga se prepara para receber a 4ª e...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

error: Conteúdo protegido