O que você escolhe, ser mãe real ou mãe perfeita?

0
5261

Por Mayara Franco 

A exaustão implacável da maternidade. 

Inicia o ano, volta às aulas, organiza daqui, organiza de lá e nos vemos em um corre corre exaustivo 24 horas por dia. São choros, birras, dores, amamentação, banhos tudo associado a tarefas domésticas, trabalho, estudos e etc….São dias difíceis eu sei…de todas as profissões tá aí uma em que nunca teremos o direito a férias, a nossa. Ser mãe!! Ser mãe, são fortalezas de algodão, são certezas cheia de insegurança, são firmezas moles, são amor e mais amor. A grande verdade é que a idealização do “ser mãe” é enorme! A mãe que todos os dias está sempre feliz e disposta. Que amamenta seu filho linda e maravilhosa, maquiada quando dá, de cabelos sempre lavados. Controla com tranquilidade as birras do filho mais velho e no fim do dia, quando o marido chega em casa, está linda e preparada para uma noite ao lado do companheiro.

 O bom seria se todas entendessem que não precisamos viver em busca dessa mãe mulher maravilha. Que ser mãe multitarefa não irá fazer de nos uma mãe melhor e que a maternidade pede sim pausas!! Pausas para você ter aquele banho demorado, para poder sair a tarde e tomar um café no seu tempo, pausas para ler um livro em um local aconchegante, cuidar da mulher que existe em você. Fazer algo que goste e não se sentir culpada por não ter os filhos presentes!!! Entenda bem, não existe maternidade perfeita e isso não significa em hipótese alguma, que temos o direito de nos vitimizar, por ser difícil e acabar não cumprindo com o nosso papel.
Mas e agora, que tipo de mãe você se tornou. A mãe real ou a mãe perfeita?

Trago verdades, a mãe real não significa que não gosta da maternidade, mas sim procura ter clareza sobre o que ela é de fato, é ter noção das dores e delícias que é ser mãe. A perfeita nos enche de culpa, a real faz com que a culpa seja mais “diluída”. A real ajusta as expectativas para que possamos nos sentir bem com todos os nossos sentimentos de mãe, a perfeita procura uma busca por algo inatingível. A real é humilde, a perfeita é arrogante
A verdade é que a maternidade real une as mães com um único objetivo, ajudar umas as outras. Já a maternidade perfeita, ela desagrega e une mães para se julgarem o tempo todo em busca de quem é a mãe mais perfeita!
E aí, qual maternidade te representa? Lembre-se, não se cobre ou crie muitas expectativas!! Sejamos mães suficientes para criarmos nossos filhos felizes e com caráter. 

Instagram:  @maesefilhasbrasilia Facebook: https://www.facebook.com/groups/maesefilhasdoguaraeregiao/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui