29.5 C
Brasília

Crédito do Cartão Prato Cheio na mesa dos brasilienses

Data:

Compartilhe:

“Eu adoro comer a carninha da mamãe, é uma delícia”, diz Maria Cecília Lopes, 4 anos, quando vê a mãe, Ângela Patrícia Alves França, 35 anos, mexendo nas panelas para preparar o almoço. A dona de casa é uma das 31.912 famílias que receberam nesta quinta-feira (4) o crédito de R$ 250 do Cartão Prato Cheio. A brasiliense mora em Samambaia Sul com suas duas filhas, em um imóvel de três cômodos. Desempregada desde o início da pandemia, a artesã tem feito panos de pratos para poder pagar o aluguel e as contas, e diz que nesta pandemia o benefício tem sido fundamental para garantir a comida da família.

“É tão bom ver o sorriso da minha filha na hora do almoço. Ela passou até a comer a verdurinha”, conta Patrícia. “Entrar no mercado e saber que posso escolher o que vou comer foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Agora, economizando, consigo comprar a carne, frango, iogurte e até o biscoito”, afirma.

O Cartão Prato Cheio foi criado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) para dar suporte às famílias em insegurança alimentar e nutricional do Distrito Federal. O auxílio é concedido mensalmente para garantir a aquisição de alimentos às famílias atendidas pelas unidades socioassistenciais do DF. O cartão não está habilitado para a função saque, e só pode ser utilizado nos comércios de produtos alimentícios.

A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, lembra que o Prato Cheio foi criado durante a pandemia da covid-19 para substituir a entrega de cestas básicas in natura, que passaram a ser entregues apenas em caráter emergencial. Mas o resultado foi tão positivo que o Prato Cheio, hoje, é considerado um dos principais programa de proteção social do GDF.

“Com o Prato Cheio, conseguimos aumentar de oito mil para 32 mil o número de pessoas beneficiadas. Além de atender às necessidades básicas e garantir segurança alimentar e nutricional das pessoas em risco social, o cartão ainda garante autonomia aos beneficiários, que podem escolher no mercado os produtos que a família precisa. Também ajuda o comércio local neste momento de crise”, explica a secretária.

zuleika

Quem é Zuleika Lopes

1

━ Relacionadas

Plano de Arborização é lançado no Guará pelo governador Ibaneis Rocha

Lançado na manhã deste sábado (24) pelo governador Ibaneis Rocha, plano ambiental teve início pelas quadras QEs 48 a 52 do Guará II O Governo...

Veículo roubado no Guará I foi recuperado pela PMDF na Estrutural

Os bandidos não tiveram tempo de desfrutar do produto do roubo que realizaram no Guará, na última sexta-feira, 23/02. A operação conjunta entre...

Novo pavilhão de salas de aula no Guará em fase de conclusão das obras

Fui ver, de perto, as novas instalações que estão sendo construídas dentro da Escola Classe 08, localizada na entrequadra 28/30, com início das aulas...

Programa Fábrica Social tem inscrições abertas até 13 de março

Podem participar jovens a partir de 16 anos que comprovem algumas condições, como renda familiar per capita de até R$ 200 Por meio da Secretaria...

Fluminense: derrota merecida

Por Raimundo Ribeiro O Fluminense subiu o morro para enfrentar a LDU, no primeiro jogo valendo o título da recopa sul americana.Ainda se adaptando a...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

error: Conteúdo protegido