20.5 C
Brasília

125 é o novo número para denúncias de violação de direitos de crianças e adolescentes do DF

Data:

Compartilhe:

 Secretaria de Justiça e Cidadania(SEJUS), implantou nesta segunda-feira(10), um novo número, com três dígitos, (125), para receber denúncias de violação de direitos de crianças adolescentes do Distrito Federal. A ligação para o tridígito 125 será gratuita e o serviço será coordenado pela Coordenação do Sistema de Denúncias de Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente – CISDECA. O serviço já está disponível.

A criação do número é uma adequação à norma estabelecida pela Lei n. º 5.294, de 13 de fevereiro de 2014, que dispõe sobre os Conselhos Tutelares do Distrito Federal. Na pandemia, os Conselhos Tutelares funcionam presencialmente de 2ª a 6ª, das 12h às 17h, mas fora desse período, o recebimento de denúncias é realizado pela CISDECA.

A Coordenação de Denúncias de Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente – CISDECA ‐ é um canal de comunicação entre a população e o poder público, com o objetivo de prestar orientações e esclarecimentos quanto aos direitos de crianças e adolescentes, além de registrar, sistematizar e monitorar as denúncias. No número 125 haverá o atendimento gratuito ao público que busca por informações e ações dos Conselhos Tutelares no plantão.

As denúncias também podem ser feitas pelo e-email: cisdeca@sejus.df.gov.br

A secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani fala sobre a importância do novo canal de atendimento para a população do DF. “Esse canal vai contribuir para que o atendimento ocorra sem interrupções, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Proteger nossos meninos e meninas é prioridade absoluta em todas as políticas públicas”.

Para Thereza de Lamare, Coordenadora do Centro de Atendimento Integrado 18 de Maio, “o disque 125 vai agilizar a denúncia e permitir que os casos suspeitos de violência sexual cheguem mais rápido ao Centro de Atendimento Integrado 18 de Maio, para que possamos atuar imediatamente na proteção das crianças e adolescentes”.

Equipe de Apoio

O enfrentamento às formas de violência da SEJUS conta com uma equipe formada por assistentes sociais, psicólogas e pedagogas, capacitadas para o atendimento de vítimas no Centro 18 de Maio . Além disso, é realizado o atendimento psicossocial com o responsável da criança e do adolescente a fim de compreender o contexto familiar e socioeconômico e dar os devidos encaminhamentos para a rede de proteção.

Para fortalecer a Rede de apoio com as ações de enfrentamento à violência sexual infanto-juvenil, no dia 18 de maio, vai ocorrer o lançamento do folder informativo: ” O caminho da Prevenção”, que aborda questões relacionadas ao tema prevenção de violência de crianças e adolescentes.

O Disque 100, canal que já existe para denúncias em todo país, continua funcionando normalmente. As demandas que são referentes ao DF, serão encaminhadas à SEJUS.

Serviço:

Novo Canal de Denúncia

CISDECA :125
Funcionamento 24 horas por dia, incluindo finais de semana e feriados.

publicidade
zuleika

Quem é Zuleika Lopes

1

━ Relacionadas

GDF atualiza cálculo e barateia cobrança do preço público em ocupação de puxadinhos

Novo cálculo para todo o DF é o mesmo para o Plano Piloto e torna mais barato o valor a ser pago O GDF atualizou...

Ceilândia celebra o forró Pé de Serra na Casa do Cantador

A cultura nordestina atrai forrozeiros de todas as idades com uma experiência imersiva no ritmo, patrimônio cultural do Brasil Neste sábado, 13 de julho, o...

Carreta da Inclusão sai do Guará direto para o Recanto das Emas para atender pessoas com deficiência

Guará foi escolhido como ponto de partida do projeto, cujo objetivo é facilitar o acesso dessa população a políticas públicas do GDF Pessoas com deficiência...

Projeto de Lei quer “blindar” educação básica pública contra privatização

Texto também alerta sobre os riscos do aprofundamento das desigualdades de ensino e da ameaça à transparência no uso dos recursos públicos na educação O...

Policial penal da Papuda vai preso por integrar célula criminosa dentro da prisão

A Polícia Civil do Distrito Federal, por meio da Delegacia de Repressão ao CrimeOrganizado (DRACO), vinculada ao Departamento de Combate à Corrupção e ao...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

error: Conteúdo protegido