Avenida das Cidades, que vai adentrar ao Guará, caminha com celeridade

0
1829

Embora os ambientalistas da cidades insistem em plantar árvores frutíferas próximas ao linhão de Furnas, na quadra 22, do Guará I, sem acreditar que aquela área será desativada, os projetos para sua execução estão constantemente em andamento e com mais celeridade em 2020. A hoje rebatizada de Avenida das Cidades, antiga Interbairros/Transbrasília, será construída na área do linhão, próxima da Estação Metrô Guará, passando pelo Parque Ezechias Heringer até chegar ao Plano Piloto. Aos desavisados, cabe lembrar que o deputado Rodrigo Delmasso promoveu uma audiência pública, na Câmara Legislativa, em 2019, para que os moradores do Guará tomassem conhecimento do assunto e já iniciassem suas opiniões a respeito do assunto. A presença de representantes da comunidade foi baixíssima, destacando a presença de moradores do Park Sul, que bateram o pé nas suas reivindicações, e conseguiram o desvio da Avenida das Cidades. A realidade agora já bate às nossas portas. O Blog da Zuleika compareceu.

GDF e Aneel assinam acordo para a Avenida das Cidades

Termo de cooperação dará andamento ao projeto de via que vai unir as cidades da região Sul ao Plano Piloto

O Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria de Projetos Especiais (Sepe) e da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), assina nesta quarta-feira (19) termo de cooperação com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que autoriza Furnas a fazer intervenções em instalações de transmissão. A cooperação vai atender ao projeto Avenida das Cidades e visa o enterramento de 16 km de cabo de alta tensão.

“A Avenida das Cidades é um projeto antigo que já foi promessa de campanha de vários candidatos ao governo do Distrito Federal nos últimos 20 anos. A pista de ligação entre Samambaia e o Plano Piloto é considerada como a maior obra viária da história de nossa cidade e virou uma das prioridades do Governo Ibaneis Rocha”, explica o secretário de Projetos Especiais, Everardo Gueiros. “A Aneel contribui com o desenvolvimento do DF, e essa autorização viabiliza a continuidade desse importante projeto”, afirma o presidente da Terracap, Izídio Santos Junior.

A avenida que vai unir as cidades da região Sul (Samambaia, Taguatinga, Águas Claras, Park Way e Guará) ao Plano Piloto terá extensão de 26 km. A obra deve começar em 2022 com o enterramento e também remanejamento das linhas aéreas de alta tensão que estão no trajeto da via. O valor estimado do investimento é de R$ 2,9 bilhões, desse valor R$ 1 bilhão é para o enterramento.

Além da melhoria da infraestrutura de transporte, da integração das cidades e da conexão com o sistema viário existente, o complexo urbanístico vai contribuir para a geração de novos centros de negócios, lazer e habitação. “Vamos obter um sentido de contra fluxo em direção a novos eixos, descentralizando a oferta de trabalho e emprego, que hoje é concentrada no Plano Piloto”, esclarece Gueiros.

*Com informações da Agencia Brasília de Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui