20.5 C
Brasília

O feminicídio bateu às portas do STF: Luiz Fux e à corte abrem os olhos para a realidade de violência das mulheres brasileiras

Data:

Compartilhe:

Vítima de um atroz feminicídio praticado pelo seu ex-marido às vésperas do Natal, 24/12, a juíza Viviane Vieira teve sua precoce morte lamentada por vários tribunais de justiça brasileiros, e até a Suprema Corte Brasileira, o Supremo Tribunal Federal, se manifestou para o óbvio: a violência contra a mulher não tem classe social, curso superior e nem concurso público que a combata com eficiência. Todas as mulheres estão sujeitas a ter sua vida ceifada a qualquer momento, apenas por dizer não.

O Blog da Zuleika faz parte do Instituto Feminicídio Não no Distrito Federal e os relatos de abusos sofridos por mulheres são diários. As que sobrevivem às tentativas de feminicídio nunca mais são as mesmas. Vivem sobre a sombra do medo e da vergonha. As que se vão pelas mãos dos seus algozes nos deixam uma lição de que é preciso avançar nas leis de proteção às vítimas de abusos físicos e mentais.

A juíza Viviane foi morta na frente das três filhas

A morte da juíza de Direito, Viviane Vieira, despertou a letargia do STF diante da tragédia que muitas sofrem em silêncio. Vejam o pesar do presidente Luiz Fux:

No texto, o presidente do STF, ministro Luiz Fux, disse que a tragédia contra a mulher – as agressões na presença das filhas, a impossibilidade de reação e o ataque covarde – entrou nas casas em pleno Natal.

O ministro Luiz Fux, quer comprometimento para erradicar a violência doméstica no Brasil

Fux expressa comprometimento com o desenvolvimento de ações que identifiquem a melhor forma de prevenir e de erradicar a violência doméstica contra mulheres no Brasil.

Ele encerra o documento declarando que a morte da juíza Viviane Vieira Arronenzi demonstra que é urgente o debate do tema e a adoção de ações conjuntas e articuladas para o êxito na mudança desse doloroso enredo pelas mulheres e meninas do Brasil.

Neste mês de dezembro, onde as bebidas são consumidas em alto grau e as festas agora são nas residências devido à pandemia da Covid-19, os ânimos afloram e tudo pode terminar em tragédias.

Foi o caso de Kenia Oliveira César que vive um relacionamento abusivo e manipulador há dez anos com seu companheiro, que já ultrapassou o relacionamento a dois e a violência passou para toda a família, que também a agridem. Seus relatos são fortes e emocionam pela forma como é tratada pela família que devia acolhe-la com amor e carinho. De ameaças às lesões corporais, conforme fotos abaixo:

Kênia atualmente está refugiada na casa de sua mãe, que mora no Guará
A ocorrência foi registrada na 13ª DP, de Sobradinho
Toda machucada, ela segue em busca de justiça e já procurou à Provid

Para Lucia Erineta de Ceia, presidente do Instituto Feminicídio Não, a luta pelas mulheres é diária-Trabalhamos com o empoderamento feminino para que elas sejam capazes de se libertar do agressor. Que abram os olhos que a violência só pode terminar em tragédia .São sequelas que ficam para sempre em nossas vidas, como no meu caso, que sobrevivi duas tentativas de feminicídio e hoje, ajudo às outras a se curarem da feridas da alma- diz em relato contundente.

*Texto de Zuleika Lopes com informações do site da EBC

zuleika

Quem é Zuleika Lopes

1

━ Relacionadas

Festival leva para Taguatinga programação internacional com teatro de bonecos e música

6º Bonecos de Todo Mundo ocupará o Teatro Sesi Yara Amaral e o Taguaparque, com entrada franca. Atividades também contemplarão escolas públicas A sexta edição...

Castra móvel estaciona na Estrutural e vai operar mais de mil animais

Serão realizadas 1,5 mil castrações gratuitas de cães e gatos na região. Os agendamentos serão realizados nos dias 01 e 02 de março O projeto...

Crime no Guará: segurança de bar é indiciado pelo Ministério Público por homicídio duplamente qualificado

Após a conclusão do inquérito policial instaurado na 4ª Delegacia de Polícia do Guará, que apurou as circunstâncias da morte do jovem Luiz...

Skate Sound System reúne Cultura Urbana, Esporte e Inclusão Social no Paranoá

Neste domingo, dia 03 de março, o Paranoá- DF, será palco da 8ª edição do Skate Sound System, um evento que reúne cultura urbana,...

Inscrições abertas para médico no IgesDF até 03 de março

Profissionais de Clínica Médica têm a oportunidade de ingressar no Instituto O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IgesDF) está com inscrições...

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

error: Conteúdo protegido